Saiba quais são os prós e contras do Jejum Intermitente
12 de abril de 2018
Hipertrofia: Como conciliar o Treino Aeróbico
30 de abril de 2018
Exibir tudo

Aprenda a emagrecer sem passar fome

Algumas pessoas podem ficar incomodadas ao fazer dieta, já que, em alguns casos, acabam sentindo fome. Isso pode afetar o humor, o raciocínio e levar ao exagero nas próximas refeições, como forma de compensação. Além disso, estar bem alimentado aumenta a imunidade e melhora a qualidade de vida.

AGENDE UMA CONSULTA

Fazer dieta não significa castigar o organismo com longos períodos de jejum. O segredo é repensar os itens escolhidos para compor a refeição. Alimentos ricos em fibra ou líquido, como frutas e vegetais, aumentam a saciedade, evitando a ingestão excessiva de calorias. Para algumas pessoas, as proteínas, mesmo magras, funcionam como um supressor de apetite, fazendo com que se sintam mais satisfeitos.

Por que pessoas que fazem a mesma dieta e mesmos exercícios podem ter diferentes resultados? A resposta envolve o metabolismo individual.

 

O que é o metabolismo individual?

Metabolismo é o conjunto de reações químicas que transformam nutrientes em energia para as atividades do dia a dia. Este processo sofre influência de vários fatores. A carga genética, por exemplo, determina cerca de 80% da capacidade de metabolismo de um indivíduo. Homens e mulheres também possuem diferenças: o metabolismo é mais acelerado nos primeiros. A idade também influencia o metabolismo, que fica mais lento a partir dos 30 anos. Sendo assim, a forma correta de emagrecer é obter um diagnóstico individual, com sugestões de dieta e atividades físicas.

 

A importância de desenvolver bons hábitos alimentares

Aprimorar os hábitos alimentares proporciona nutrientes de qualidade ao organismo, e estes serão utilizados para realizar as tarefas diárias. Uma dieta balanceada, geralmente, contém frutas, cereais, verduras, legumes, proteínas e leite, contribuindo para a saúde do indivíduo. Deve-se considerar a diversidade dos alimentos oferecidos em quantidades adequadas, evitando a falta de nutrientes ou o exagero no consumo.

Ingerir líquidos previne a desidratação e melhora o funcionamento do organismo, já que a água é responsável pela desintoxicação. No entanto, deve-se evitar o consumo diário de álcool e refrigerantes e beber durante as refeições.

O excesso de substâncias como açúcar, gordura, sal, corantes artificiais e conservantes artificiais é prejudicial à saúde. O acúmulo destes elementos pode desencadear doenças crônicas associadas a deficiências nutricionais e má alimentação.

 

Por que procurar nutrólogos e nutricionistas?

Nutricionistas identificam desequilíbrios alimentares e sugerem dietas adequadas para cada pessoa ou objetivos, como desenvolvimento do desempenho esportivo, mudanças corporais ou emagrecimento. Nutrólogos diagnosticam, tratam doenças ligadas à alimentação e receitam medicamentos e tratamentos.

Os nutricionistas analisam cada caso de forma individual. A partir desta análise, montam um cardápio condizente com o metabolismo de cada paciente, a fim de explorar melhor os hábitos alimentares. Os cardápios devem ser balanceados e satisfazer necessidades energéticas e nutricionais, garantindo saúde e capacidade física ao paciente. Quando há necessidade do uso de medicamentos, nutrólogos também levarão em consideração as características individuais para uma orientação correta.

É importante ter em mente que cada organismo exige um esforço diferente, fazendo com que as receitas sejam exclusivas, bem como possíveis tratamentos.

AGENDE UMA CONSULTA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *